segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

MARIA MADALENA A ROSA RUGOSA DE CINCO PÉTALAS

Este assunto sempre me interessou, mas, quando uma criança índigo muito especial falou disso para mim há alguns anos, jamais imaginei que dividiria isto com alguém, pois eu também não escutava como devia estes seres maravilhosos.

Alguns anos atrás, um índigo muito querido com oito anos na época, quis aprender desenho e na primeira aula, desenhou uma Mona Lisa um tanto estilizada, e me mostrou, perguntando o que eu via ali, ao que respondi: Mona Lisa.

Ele disse que sim, mas perguntou o que mais eu via. Confesso que não entendi. Ele então se virou com olhar sério e me disse: É Maria. Ao mesmo tempo, desenhou em cima da figura, uma estrela de David (de seis pontas). Eu fiquei sem reação e tudo parecia tão óbvio, naquele momento. Então, eu percebi que aquela figura representava todas as Marias, a Força Feminina Divina de Deus Pai/Mãe, ou seja, a força motriz da Nova Era, que é caracterizada pela energia feminina, o poder do Espírito Santo, contrário à Era de Peixes anterior, onde a força masculina e a evolução pela dor, eram a marca registrada.

Da Vinci assim como outros tantos artistas famosos e outras personalidades marcantes da história, fizeram e fazem parte de uma sociedade secreta chamada: Priorado de Sião, que foi fundada na Europa em 1099.  Existem os Dossiês Secretos que se encontram na Biblioteca Nacional de Paris, que identificam certos membros desta Sociedade: Isaac Newton, Botticelli, Victor Hugo, entre muitos outros. 

Vamos voltar no tempo dois mil anos, quando Jesus, para mim o maior homem da história, pisou nesta terra. Há uma corrente muito forte que possui muitos fundamentos históricos e iniciáticos que convenientemente são omitidos. Para eles, Jesus, como todo rabino judeu, era casado, obrigatoriamente, e com Maria Madalena. Os Evangelhos banidos pela Igreja, em especial o "Evangelho segundo Madalena", falam claramente sobre isto, inclusive porque - para os judeus - só a esposa tinha o direito de requisitar o corpo do marido, o que foi feito por ela.

Seu tio, José de Arimatéia, a levou então para a Gália (atual França), onde ela ficou escondida entre amigos judeus, pois ela na verdade, levava no ventre o herdeiro legítimo do trono de David e Salomão. Jesus era por direito, o herdeiro do trono e na sua morte, seu filho receberia a incumbência de reinar. Madalena deu à luz uma menina de nome Sarah. Desta forma, Maria Madalena se torna mãe da linhagem real de Jesus Cristo. Seu ventre foi o receptáculo desta linhagem, ou em outras palavras, ela se tornou O SANTO GRAAL. San Greal; Sangue Real, Santo Graal.

O Priorado De Sião, foi fundado em 1099 por um de seus herdeiros em Jerusalém, o Rei Godofredo de Boullion que, temendo que este segredo viesse a ser destruído, fundou essa Sociedade com o fim de preservá-lo. Nesta época, o Priorado tomou conhecimento de documentos que provavam a autenticidade da história, que se encontrava nas ruínas do Templo de Herodes, que havia sido construído sobre as ruínas do Templo de Salomão. Juraram que os encontrariam e os guardariam de perigos, um deles representado pela própria Igreja. Para recuperar esses documentos, criaram um grupo de nove Cavaleiros, chamada a Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, mais conhecida como A Ordem dos Cavaleiros Templários. Normalmente, se ensina que esta Ordem foi criada para proteger a Terra Santa, mas é um equívoco

Ninguém sabe se conseguiram recuperar estes documentos, a não ser os pertencentes dessas Ordens Secretas. Por volta do século XIV, o Papa Clemente V, decidiu acabar com os Templários que tinham ficado muito poderosos. Assim, no dia 13 de outubro de 1307, estes documentos, supostamente, foram abertos e, horrorizado pela iminente perda de poder da Igreja, o Papa Clemente os acusou de sodomia, etc... Mandou prender os Templários, torturá-los e queimá-los como hereges. Entretanto, eles continuam bem vivos.

Também supostamente, os documentos foram salvos pelo Priorado que possuía membros infiltrados no Vaticano e levados para La Rochelle (França). Por mil anos estes segredos permaneceram escondidos, passando de geração em geração, com o nome de SANGREAL, que é o mesmo que SANGUE REAL, mais conhecido como SANTO GRAAL.

Leonardo Da Vinci, um dos membros mais importantes e atuantes do Priorado, fez o rascunho do homem Vitruviano, que é o homem nu, com os braços e pernas abertos, simbolizando o PENTRAGRAMA, a estrela de cinco pontas. O pentagrama é a expressão máxima da feminilidade, de Vênus e sua força feminina característica da Nova Era.  Representa as cinco fases da mulher: nascimento, menstruação, amamentação menopausa e morte. É um símbolo pré-cristão, que era usado na adoração da natureza, da Mãe-Natureza. A deusa assumiu muitos nomes, como: Ishtar, Vênus, Astarte, etc...

Outro fato interessante, é que o símbolo usado pelo Priorado, é uma flor de lis com as letras "PS". Esta mesma flor foi usada na simbologia da Revolução Francesa que teve como principal mentor, o Conde de Saint Germain, que foi o lendário Mago Merlim dos Cavaleiros Templários da Távola Redonda. Coincidência ou mais uma prova de que os Mestres estão por trás de todos os mistérios, protegendo-os e divulgando-os a quem tiver olhos e ouvidos para percebê-los.

Os descendentes de Jesus formaram uma Linhagem nobre, de nome Merovíngios, que foram os fundadores de Paris. Hoje, usam dois outros nomes, e não mais Merovíngios. O Santo Graal está salvo e protegido, provavelmente em seu local de origem: A Gália, ou França atual. Porquê será que Santa Madalena é a santa mais adorada na França? Será mera coincidência?

O Santo Graal, guarda os restos mortais de Maria Madalena, a responsável pela linhagem de Jesus na Terra. Os documentos estão bem seguros.Os descendentes de Madalena e Jesus são em última análise, descendentes dos Reis David e Salomão, responsáveis pela estrela de seis pontas, que nada mais é, do que a união do sagrado feminino (o receptáculo) com o sagrado masculino (o doador): O Cálice e a espada, o Céu e a Terra.

O Símbolo da rosa está ligado à figura de Maria Madalena: “A Rosa Rugosa de cinco pétalas”, que se encontra encravado, esculpido e pintado em todo Templo antigo com referências a ela... Seria mais uma coincidência ou uma referência ao Pentagrama Divino?

A Rosa Rugosa, é a mais antiga espécie de rosa, que contém cinco pétalas e simetria pentagonal. A rosa também sempre teve forte ligação com a tomada de rumo certo: A “Rosa dos Ventos” das bússolas a mostrar as direções; as “Linhas Rosadas”, que são as linhas longitudinais dos mapas. Também está ligada à idéia de feminilidade da estrela Vênus, que é conhecida como estrela-guia (estrela que indicou o local do nascimento de Jesus) e detentora do poder feminino.

Em uma da Centúrias de Nostradamus, ele prevê que ao cair a “Rosa da Inglaterra”, esta se transformaria no maior país socialista. Muitos pensaram que se tratava da morte de Lady Diana, cantada por Sir Elton Jonh, como “Rose”...

Na mitologia egípcia, Amon era o companheiro de Ísis, cujo nome original na Antigüidade era L’ISA. Dentro do conceito sagrado da estrela de David, a união do feminino ao masculino, do cálice (útero) à espada (falo), se unirmos os dois nomes, o que teríamos?

AMONL’ISA
A MONA LISA.
Que o perfume das rosas
os acompanhe em seus caminhos...
Muita luz!!

somostodosum.ig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário