domingo, 26 de dezembro de 2010

JESUS CRISTO ORIGEM ESTELAR

Jesus Cristo Maria Madalena
visiveis na parte azulada

Dentro do sistema que estamos estudando, o homem terrestre faz parte, por suas origens extraterrestres, de doze planetas que giram nas órbitas de Alpha e de doze planetas que giram nas órbitas de Ômega. Porém, a humanidade vive inconsciente, sem lembrar da sua origem. Mas esta é a missão extraterrestre, elevar o ser humano para que ele reconquiste o seu ser pelo total, assim como era nas suas origens. Nós somos parecidos com os extraterrestres, nós somos descendentes dele.

Parte dos seres humanos desta atualidade também viveu em duas eras anteriores e diferentes à esta. Marcou as existências dessas eras dois imensos continentes que desapareceram do Globo Terrestre. Os Lemurianos e os Atlantes chamam muita atenção desta humanidade, isto porque se tornaram o centro do mundo nas eras passadas. De tudo que sabemos, as suas principais criaturas abandonaram a Terra e muito antes das últimas catástrofes. Tudo o que existia ao redor sucumbiu, modificando totalmente a estrutura geográfica deste Planeta. Fica para nós muito claro: por uma seqüência de acontecimentos tudo foi destruído, pelas transformações no espaço e no tempo, pelas descargas solares e pelos movimentos descoordenados da Terra e dos seres daquelas épocas. Depois destas transformações, por muito tempo a face terrestre permaneceu sem nenhum tipo de vida sobre ela.

Esses dois continentes existiram realmente e estão guardados abaixo desta face terrestre, em espaços paralelos, longe dos olhos humanos. Por uma determinada freqüência, ainda a Lemúria se liga ao primeiro mundo inferior (primeira face terrestre) e a Atlântida ao segundo mundo inferior (segunda face terrestre). Mundos estes pertencentes ao nosso Sistema Terrestre, por onde o homem também viveu, mas por uma queima de certa parte dos seus cérebros espirituais, apagaram-se as lembranças e os registros destas vivências. Isto não pode ser lembrado pelos seres humanos, por um esquecimento dos seus cérebros, das suas memórias-celulares-cerebrais que ficaram obscurecidas em uma terça parte do hemisfério cerebral esquerdo.

Portanto, não foi resgatado parte de um karma, deixado para trás a milhares de anos, em faces terrestres e espaços-tempos diferentes, e em faces humanas e matérias humanas diferentes. Assim sendo, a humanidade deixou partes de si a serem resgatadas: partes espirituais, energéticas, e materiais. Os filhos da Terra, um por um, deverão, por justiça, descobrir o seu passado, por onde não podem mais voltar, e com a ajuda daqueles que são seus irmãos ascendentes, os extraterrestres, descobrir no passado os seus restos descendentes, as suas esferas cerebrais de quarta potência-consciente e tudo o que terão que resgatar para voltar às suas origens e ao seu próprio Ser Maior.

Destas transformações, a nossa Terra atual (terceira face terrestre) abriga os sobreviventes daquelas épocas. Passaram por um processo de reconstituição para voltarem a viver por este atual sistema de reencarnações sucessivas, até que pela evolução humana, o homem possa, através do amadurecimento do seu cérebro e pela ajuda do Alto, recriar parte do seu cérebro espiritual e parte do seu cérebro físico.

Por isso, os extraterrestres (espacitômeles) sempre afirmam nas suas mensagens: “PARA AJUDÁ-LOS, PRECISAMOS DE TODOS”.

Do nosso ponto de vista, a nossa observação: enquanto os seres humanos, ao longo dos tempos, completam as suas histórias a verdade é maior e o tempo se encurta diante dos olhos. Outros seres vieram para a Terra vindos de outros mundos e seguem o mesmo sistema de vida. Observados de longe ou de perto, mas também com muita atenção, encontram o caminho mais rápido e servem de lâmpadas aos homens da Terra e às Luzes dos Céus.

Somos muitos no mundo em que vivemos e este mundo também é um ser vivo inteligente, sensível como nós somos, pois pode captar as nossas reações, pode reagir às realidades e sobreviver. A Terra aceita, antes de todos, a sua evolução.

Adicionamos aqui, algumas palavras de mais uma mensagem extraterrestre: “Estamos mapeando a Terra para futuras instalações, previstas para sua reevolução e extra-existência…”.

Mapear um planeta habitado é acrescentar nele aparelhagens sofisticadas, adiantadas no tempo e preparadas para agir imediatamente. Isto se faz em pontos definidos e áreas giratórias, reconhecidos, mapeados e alongados por todo o planeta, por dentro e por fora, e aos espaços internos e externos extra-físicos, mas em acordo com o cérebro da Terra e inteligência maior, como quem sabe o que faz porque é preciso.

Futuras instalações em um mundo, será rapidamente um outro mundo novo completamente. Os que ficam são poucos e quase diferentes seres novos. Porque também uma outra realidade nos ensina: muitos mundos habitados são mais firmes do que os seus transitórios habitantes. Se temos um Deus, temos um Pai, Diretor dos nossos destinos.

Das existências da Terra, tudo mais do que já vemos, não pode mais cegar nossos olhos nem mesmo escurecer a nossa inteligência: um homem superior – Jesus Cristo – decide o futuro. Se preparou mundos novos, eles já existem e a vida também neles já está adaptada.

Assim como os três reis que visitaram à Cristo, no seu nascimento, não foram três e sim: quatro. Os três se encontraram após a visita do quarto rei. Eles representam três terras do nosso Sistema Terrestre e mais uma terra superior (quarta face terrestre). Assim também representam os quatro cantos da Terra e os quatro canais extra-espaciais que a Terra possui.
Os nomes desses canais reconquistados e retificados, durante um período de 2000 anos, passaram a se chamar: canal solar – canal lunar – canal saturno – canal marte. Além desses, existem dois outros canais mais elevados que são: Alfa – Ômega. Esses representam Cristo e Maria Madalena. Hoje são duplos canais, de duplas potências, em suas bases. Cada um desses receberam os mesmos nomes, Alfa + Ômega. Há um canal superior e esse representa o Pai.

Reformulado totalmente, tem o seu nome atual: canal 7.9 (o mesmo que 13o). 7.9 é portanto um canal central e o seu cérebro de 13a e 25a Potência. Todos os canais têm os seus cérebros e as suas esferas inteligentes. Fazem parte da Inteligência Extraterrestre Ultradimensional. As respostas maiores estão contidas nas bases sólidas desses canais.
Quando Cristo veio à Terra, antes preparou homens e mulheres para recebê-lo. Foi um grande encontro: os homens dos céus e os homens da Terra. Porque fazia parte de uma suprema combinação de um prévio acordo. Os seus doze apóstolos representam doze planetas deste sistema solar. Vidas de tais planetas chegaram a este mundo. Assim como Filhos da Terra chegaram aos doze planetas. Mas o homem esconde aos próprios olhos tantas realidades.
 
Os Extraterrestres, desta Ordem Maior, esclarecem ainda que muito antes deste planeta e até mesmo deste universo serem criados, a vida já existia e o homem também e para distinguir vem a denominação adaptada à nossa língua: “hômeles” o que também pode ser igual à Filhos de Deus conscientes, criados por Deus, o Único Deus Criador. O segredo maior é que esses são também filhos deles mesmos e das suas esferas cerebrais. Desvendar um segredo é também esclarecer as ciências.
 
Um ser também pode ser pai e das suas esferas gerar outros seus seres iguais. Seus corpos eletromagnéticos agem nas cromáticas certas de todos espaços, onde o corpo físico não precisaria estar. Um ser assim prepara e transforma muitas espécies vivas da criação. Executores tão rápidos da Vontade Suprema, por livre e espontânea vontade e decisão, contribuem para o Plano Divino. Um ser assim pode viver na Terra e ao mesmo tempo em outros mundos. Podem estar preparando mundos novos para que outros possam viver. É certo que em tudo o que fazem, deixam as suas marcas para sempre, mas nunca param de cuidar dos seus deveres, porque assim se faz necessário.
 
Um ser pode adiantar e atrasar o tempo. Pois o mais importante é que aguardam a hora exata do Primeiro Filho e Futuro Pai, o Maior Rei esperado, cujas dimensões os seres humanos não podem ver, se não conhecerem as suas palavras: “Eu sou o Caminho, a Verdade, a Vida”.
 
Este Senhor, diante dos homens, nunca faltará com a Sua Palavra. Ele jamais passaria os destinos da Terra à outras mãos; não seria cabível, a Sua Missão é inigualável. E nós nos alegramos e assim confirmamos: Senhor dos Exércitos – Senhor dos Espíritos. Nosso Deus que está em nós.
 
E eu mesmo te peço diante de ti: guia os meus passos nesse caminho ensolarado de tantas luzes, nunca me deixe falhar, mas sobretudo conduza as minhas mãos em tudo o que eu posso tocar, pois sabiamente pertence a ti. “Meu Grande Rei”, Senhor do meu Deus"
 
www.missaoterra.com

JESUS CRISTO REVELAÇÕES EXTRATERRESTRES

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito,
  para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Nesse texto vamos falar sobre Jesus, segundo as informações e conhecimentos superiores transmitidos pelos nossos irmãos do espaço (espacitômeles).

Jesus Cristo veio do vigésimo quinto universo para a Terra. Ele veio à Terra e trouxe os conhecimentos avançados do vigésimo quinto universo (Hipecro-Sistema-Imaterinoligado) para todos os Seres Humanos.

Jesus não reencarnou na Terra por um processo de reencarnação.  Cristo foi trazido para a Terra pelas Naves Espaciais e parte do seu Astral pôde se materializar e se adaptar no nosso espaço-tempo através de Maria.

O nome CRISTO tem origem no Astral Superior Crisostelar (espaços extrafísicos-espirituais-superiores do Sexto Universo). O nome CRISTO significa: fito-fixação das energias neural crisostelar (Cristo Materializado).

Jesus disse: “As Terras existem, os Céus existem; para chegar até aqui e para cumprir a minha missão, não poderia fazê-lo totalmente se não descesse a dois mundos consecutivos e abaixo que, na realidade, são três, pois o seu último estágio é a minha maior prova, a que tenho que passar e vencer, e isto farei em trinta e três anos de vida na Terra”. 33 significa 3 + 3 espaços, acima e abaixo da sua existência na Terra e da existência terrestre.

Jesus não veio apenas na Terra, na terceira face terrestre. Ele veio em todo o Sistema Terrestre, em todas as faces paralelas da Terra, ensinar verdades universais. Enquanto aqui Ele ensinou a não tirar a vida, em um mundo superior, a quarta face terrestre, Ele ensinou a não tocar. E ensinou a todos os povos, nos diferentes mundos, nas diferentes faces da Terra, transmitiu conhecimentos superiores, diferentes em cada mundo, conforme a evolução e amadurecimento dos seus habitantes, porém iguais na sua mensagem divina de paz e amor. Maria e os Apóstolos vieram, igualmente, em todo Sistema Terrestre.

JESUS CRISTO
ELE É O SENHOR DE TODO SISTEMA TERRESTRE

Na Terra (terceira face terrestre) Jesus foi crucificado. Nas faces inferiores do Sistema Terrestre, Ele também foi morto, porém, passou por mortes diferentes da Terra. Mas o mesmo não ocorreu em mundos superiores. Jesus Cristo viveu 33 anos que significa 3 existências abaixo da Terra, nas três faces inferiores, e 3 existências acima da Terra, nas três faces superiores, a sua grandiosa missão se estendeu por todo o Sistema Terrestre, em benefício das diferentes humanidades, para a elevação de toda a Vida.

À Terra, Ele disse: “Vocês vivem ainda por um sistema de reencarnações sucessivas até ao amadurecimento do cérebro e o desvendar da verdade. Parte  da luz que vive em vocês é parte da Minha Luz”.

Enquanto isso, no mundo superior mais próximo ao nosso, consecutivamente mais evoluído, Ele disse: “Não toquem os seus semelhantes. Vocês permanecerão aqui por um tempo somente. Aqui não existem reencarnações, não agravem o astral de cada um com as energias do outro. Logo Eu volto e os levarei para o Alto, para o quinto espaço. Lá vocês saberão que se separaram por parte, cada um do seu próprio ser, e que por parte não se tornaram conscientes”.

Relembrando as palavras deixadas pelo nosso único Mestre terreno: “O homem virou os olhos a Deus e esqueceu que é filho”. Um dia a estrela de Davi lhes abrirá estes olhos, porque ela significa parte da luz crisostelar pela qual todo homem vive por ser filho de Cristo. Por parte da luz e por parte do homem, por parte do espírito e por parte da matéria. Luz esta, trazida do vigésimo quinto universo, do Próprio Deus, Filho de Deus que se fez Homem e se tornou Filho do Homem, Filho do seu próprio Pai. Trazido para a Terra, vive em todas as Terras. Filho de Davi, Luz de Davi. Chamou a atenção para a Luz e fez um pedido aos homens: que transparecessem os seus rostos e virassem os seus olhos iluminados de Sol para o Universo do Pai, para onde deveriam voltar.

A estrela de Davi significa Luz Consciente, parte da Consciência da Luz, de Jesus Cristo e de Maria Madalena, que fez reviver todos os que caíram desde o quinto espaço celeste, desde a quinta face terrestre. Fez reviver todos os homens, todos os tipos de vidas, paralelas ao homem. Esta Luz trouxe todos até aqui, esta face planetária, e os adaptou à matéria.

Quando Jesus caminhou para o Gólgota, caiu três vezes e deixou esclarecido: o homem caiu e está caído, por parte dele mesmo, ainda na Terra e também em dois mundos anteriores à Terra.

As três quedas de Cristo até o Calvário significam: esta Terra atual (terceira face terrestre); uma Terra anterior (segunda face terrestre); e uma outra inferior consecutiva (primeira face terrestre). Em outras palavras, as três quedas de Cristo significam as duas destruições anteriores que o ser humano não pode lembrar.

Jesus Cristo ressuscitou no terceiro. Significa que no exato momento em que aqui foi morto, também o foi em dois mundos inferiores à Terra. Quando ressuscitou no terceiro dia, através da Terra, no exato momento também ressuscitou nos dois mundos anteriores. Ele passou pelas provas e todo o acontecimento passou pelo nosso espaço-tempo terrestre e por sobre Ele. Se não fosse assim, Ele não teria dito: “EU SOU O CAMINHO”. Por isso, também, Ele é o Primogênito. E por isso também, ficou escrito: “Muitos ressuscitaram com Ele.” Mas há uma diferença na história de Cristo. Ele apareceu fisicamente para seus discípulos e, fisicamente, foi levado da Terra. Isto faz parte de uma outra história que o ser humano não conheceu.

O tempo terrestre é chamado, na linguagem extraterrestre, de um dia solar, um dia lunar, um dia terrestre. Jesus, nos seus ensinamentos, também fazia referência a essas realidades.

Ainda sobre a história de Cristo, quando José e Maria O levaram para o Egito, encontramos a seguinte referência bíblica: “Egito, lugar onde o Cristo também foi iniciado”. Sabemos que os verdadeiros egípcios são os descendentes de uma raça que viveu num mundo anterior ao nosso. O mundo não conhece a sua história. Mas outros, de fora da Terra, a conhecem antes mesmo da sua criação.

A realidade da Terra e de dois mundos existentes abaixo dela está também retratada neste episódio. Quando Cristo disse a Pedro: “Antes que o galo cante três vezes, três vezes negarás o meu nome”.

Mas por ser real também a existência de um mundo superior, ao mesmo Pedro Ele disse: “Pedro, tu és pedra, acima de ti erguerei a minha Igreja”. Acima da Terra, em uma outra Terra realmente (a partir da quarta face terrestre).

Jesus, o Cristo, disse mais: “Muitos herdarão a Terra, a quarta face terrestre. Outros Eu levarei comigo até a quinta, outros até a sexta face terrestre. E outros ainda, Eu os farei colunas nos céus, colunas que reerguerão as nações”

Jesus Cristo comanda:
33  Telas Cósmicas existentes entre a Terra e o Sol
     (Telas Cósmicas planetárias)

33  Telas Cósmicas existentes entre o Sol e a Terra
     (Telas Cósmicas Solares).

Nelas existem verdadeiras cidades (cidades astrais-espirituais) implantadas através do Astral Terrestre. Uma destas  cidades serve para as reencarnações sucessivas dos seres humanos na Terra, em que o espírito permanece por um período de tempo, no intervalo entre as vidas, aguardando por uma nova reencarnação. Quem as comanda totalmente, desde o seu Primeiro Comando, é JESUS CRISTO.

A Terra e o Sol, portanto, estão interligados através de
33 telas cósmicas da Terra para o Sol (Telas Cósmicas Planetárias)
33 telas cósmicas do Sol para a Terra (Telas Cósmicas Solares)

Esta interligação através de Telas Cósmicas dá-se em todo o sistema, da Terra ao Sol, do Sol à Terra, do sistema astral terrestre até ao sistema de Alpha + Ômega, por onde também são contadas 33 telas maiores universais pelo astral central até ao astral da Terra, até ao astral solar. E deste sistema astral terrestre-solar-lunar até aos sóis de Alpha + Ômega por 33 telas espaciais astrais. Tudo isto significa também os 33 anos de vida de Cristo na Terra. Ele conquistou tudo o que existe, até o que está abaixo e acima da Terra, por 3 + 3 tempos espaciais e por 33 + 33 telas cósmicas espaciais.

Jesus disse: “Eu sou o Alpha e o Ômega, o Princípio e o Fim”. O significado de Alpha + Ômega, princípio e fim, quer dizer que tudo voltará as suas origens, como era antes da formação das cinco esferas paralelamente decaídas abaixo da sexta. Isso significa também que quando Ele esteve na sexta face terrestre, Ele se multiplicou, se dividiu, e assumiu os comandos de Alpha e Ômega, o Grande Sol Central, que se localiza no Sexto Universo, portanto ilumina a sexta face terrestre. Jesus Cristo e Maria Madalena  comandam o Firmamento Estelar Crisostelar (Sexto Espaço-tempo Celeste). Portanto, neste sexto espaço estelar, nesta evolução, todos são filhos crisostelares do Primeiro Filho do Criador, ou melhor, do Filho Primeiro, o Cristo.

Jesus Cristo e Maria Madalena dirigem o Sistema Central Universal de Alpha + Ômega, que se localiza no Sexto Universo, pois Ele sustenta e eleva o Firmamento para níveis superiores, pois Ele é o Filho Primeiro, o Cristo, dirigido pela vontade mais alta do Pai.

Ele disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim”. Pelo caminho que Ele passou, todo homem terá que passar, para voltar às suas origens e ao seu próprio Ser Maior. Ele abriu um caminho solar ascendente para que todos pudessem voltar à Casa do Pai, o mundo solar, de luz, claridade e sabedoria.

Jesus e MariaMadalena  serviram espiritualmente, energeticamente e fisicamente para o futuro da vida e da humanidade e para a reconstituição da vida humana atual existente nesse espaço-tempo, nesta face terrestre. Esta verdade ficou revelada através da seguinte cena: repartiu o pão e o vinho aos seus doze discípulos e disse: “Comam do meu corpo, bebam do meu sangue.” Significa ainda que os seres humanos terão que viver do espírito e do corpo físico, mesmo que, num futuro, não venham mais a viver na Terra.

Quando Jesus nasceu, a estrela de Belém guiou os três Reis Magos até Ele. É evidente que se tratava de uma Nave Espacial em operação.

Revelamos aqui uma outra parte da história que a humanidade não conheceu. Os primeiros habitantes da Terra são descendentes de Cristo e Maria Madalena . Quem viveu naquela época, nunca Os esqueceu. Cristo e Maria Madalena são descendentes de um Pai Extraterrestre. E todo o seu povo também. Esse povo representa a 13ª esferóide terrena, a raça que construiu a Terra, edificou todas as civilizações sobre ela e conhece todos, um por um.

“No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deu e o Verbo era Deus.
  E o Verbo se fez Homem e habitou entre nós.”

Jesus Cristo é a nossa história.
Nós somos esta história.
E precisamos sempre exaltá-LO:

Filho de Deus
O Sábio Senhor dos Espaços
O Poderoso Senhor dos Exércitos
O Senhor dos Espíritos
Filho do Homem

www.missaoterra.com

QUARTA FACE TERRESTRE A TERRA PROMETIDA

Assim como está a Terra, assim estão os seus seres, assim é o homem. Esta face terrestre que aqui vamos chamar Planeta Terra, mais do que provado, é um ser vivo, espiritual, energético, físico e material. Faz parte de um ser maior, ao qual está interligada desde o seu núcleo de fogo astral até a sua primeira parte interna. Esta primeira é como uma esfera totalmente luminosa e cristalina, parecendo ser uma imensa bola de cristal polido. A sua segunda crosta é parecida com um aço polido e luminoso, prateado. A sua terceira crosta é totalmente fogo astral, parte de um núcleo de energia solar do seu primeiro sol, chamado Ômega.

Depois destas faces internas, existem mais três faces totalmente materializadas, sendo o nosso planeta a terceira face terrestre. Acima de nós, em um espaço superior e paralelo, existe a quarta face terrestre e, sucessivamente, a quinta e a sexta. A sétima face foi totalmente recriada a partir da sua origem astral do primeiro orbe do sol de Ômega e do sol de Alpha.

Por tudo isso, a Terra, nas Escrituras Sagradas, é muitas vezes chamada de Terra e, tantas outras, de Terras. Sabiam os profetas, os apóstolos de Cristo e muitos dos seus seguidores, que este planeta faz parte de um sistema. Sabiam também que, acima da nossa esfera terrestre, exatamente no quarto espaço celeste, totalmente fora do conhecimento humano, está a sua quarta face.

A quarta face terrestre, dentro do seu orbe, é iluminada por uma outra face solar ligada ao nosso Sol e por uma outra face lunar, ligada à nossa Lua. Neste quarto espaço, o Sol é maior que o nosso e a Lua é totalmente luminosa, pois possui luz própria de cor dourada.

Esta é, cientificamente, a Terra Prometida, que muitos buscaram, mas que nenhum homem comum, sem os conhecimentos vindos do Alto e sem as experiências e conhecimentos sobre o seu próprio sistema de vida, puderam alcançar. Somente aqueles que se tornaram homens, vindos de uma sabedoria maior, puderam provar pessoalmente esta experiência.

Existe em torno da Terra, assim como existe no homem, um orbe astral semi-energia e semi-matéria, que interliga desde o seu centro esta nossa terceira face terrestre à quarta face ascendente. Este orbe de energias é formado, ao mesmo tempo, por sete orbes de sete cores. Por dentro deles, existem no espaço, as passagens de tempos para um outro tempo e um outro espaço, ou seja, os canais espaciais, que as naves se utilizam para passar de um espaço-tempo ao outro.

Um outro céu brilhante é o que contemplamos na quarta face terrestre, tão próximo e tão visível aos olhos é o astral luminoso da quarta face, que parece ser milhares de pontos luminosos em um céu totalmente claro. Lá não existe noite e, por este orbe astral, são captadas partículas de energia solar e lunar, que permanecem em constantes transformações, provocando luminosidade além da luz do Sol, por um período de um dia solar, e além da luz lunar, por um período de um dia lunar.

É totalmente diferente o céu do quarto espaço celeste, é totalmente diferente a quarta face terrestre. Nela não existem mares, são imensos lagos e rios de águas cristalinas. Muitos dos profetas, até os citados na Bíblia Sagrada, escreveram estas frases: “Vi um novo céu, uma nova Terra, um novo Sol e os mares já não existiam”. Esta visão profética refere-se exatamente à quarta face terrestre.

A partir desta face terrestre que também foi chamada a Terra Prometida, o ser humano que nela entra, tem que ser modificado espiritual, energética e fisicamente para nela se adaptar. Por ela ter o Sol e a Lua como esferas luminosas, o homem também tem que ter os seus dois hemisférios cerebrais, direito e esquerdo, totalmente evoluídos e iluminados.

Queremos dizer que os seres que aí permanecem por um período de vida, passam a conhecer, através de outros irmãos ascendentes que cuidam desta quarta face terrestre e de todos os tipos de vida nela existentes, que o espírito existe. Ainda estes que se tornaram também estudiosos, passam a saber e conhecer os seus cérebros como centros de vida. Somente ele pode evoluir, ou melhor, primeiro tem o cérebro que evoluir para que todas as outras coisas possam caminhar no mesmo alinhamento.

A partir da quarta face terrestre, não pode existir anti-energias de cores ou cromática , nem nos orbes planetários, nem no astral dos seres totalmente recuperados. Por isso, passam por um período de tratamento, por um período de adaptação e por um período de vida na quarta face terrestre. A partir daí, abre-se a verdade no cérebro humano, apagam-se os registros dos esquecimentos, acendem-se as luzes no ser, por onde começa-se uma nova jornada pela verdade. Portanto, também na quarta face terrestre, não existem reencarnações sucessivas inconscientes.

É somente a partir do quarto espaço-tempo celeste que o homem pode conhecer a verdade. Primeiro sobre ele e a sua origem astral e qual a distância no espaço e no tempo que os separa. A partir daí, as luzes do espírito iluminam a matéria. A partir daí, ele reconhece o seu verdadeiro nome e por se iniciar pela verdade, em um caminho astral ascendente verdadeiro, ele pode entender que vive realmente, que muda de matérias, mas de tudo o que é da sua origem, que está nele assim como foi criado, nada se modificou.

www.missaoterra.com

sábado, 25 de dezembro de 2010

JESUS CRISTO ORIGEM CÓSMICA I

O filólogo soviético Viaceslav Zaitsev, faz referência a um texto apócrifo escrito no século III, intitulado Narração dos Três Magos. Em sua versão bielo-russa, podemos ler que "um dia inteiro, sem perturbar o ar, pendeu a estrela sobre o Monte Wans". O filólogo faz referências também a outros textos que descrevem o fenômeno que, ao contrário das representações atuais, não se parecia em nada com um cometa.

Devemos citar também que, na mesma época em que a Estrela de Belém foi vista, numerosos UFO estavam sendo registrados em Roma e outras regiões. Mas, ao inverso do que aconteceu com a Estrela de Belém, os avistamentos em Roma não foram associados a manifestações do mundo divino.Os registros históricos romanos citam aparições de sóis noturnos, luas, escudos voadores etc. Mas as ligações do Fenômeno UFO com Jesus Cristo começam aparentemente bem antes de seu nascimento. O pesquisador espanhol J.J. Benítez, por sua vez, faz menção a uma série de textos de caráter apócrifo. Nestes textos há informações que revelam que  Maria, desde sua infância, já vinha sendo acompanhada pelos anjos. E que esses anjos ditavam, entre outras coisas, os alimentos que ela poderia ingerir [dentro de um processo de preparação de seu corpo para o dia que conceberia JesusCristo].

Entre as ilustrações antigas que reforçam esta ligação, temos uma tapeçaria medieval que representa várias cenas da vida da Virgem Maria. Nela podemos ver claramente um objeto voador em forma de disco, pairando no céu, atrás da mãe de Cristo.Sem dúvida, uma das passagens mais misteriosas do Novo Testamento é a concepção milagrosa de Jesus. A Bíblia revela que Cristo foi concebido a partir da descida do Espírito Santo sobre a Maria.

No início de nossas pesquisas, buscamos encontrar representações visuais que explicassem justamente aquelas passagens bíblicas mais misteriosas. Sempre tendo em mente que quanto mais antigas elas fossem, mais credibilidade poderia ser dada às mesmas. Pois nossas interpretações ufológicas de textos sagrados ganhariam mais força se estivessem apoiadas em tais representações.
Uma das mais impressionantes imagens - e ao mesmo tempo muito reveladora - é o quadro Anunciação, pintado pelo italiano Carlo Crivelli em 1486. Esta obra pertence hoje ao acervo da National Gallery, em Londres. Neste quadro, podemos observar na parte superior, um objeto de forma discoidal esverdeado, pairando no céu. Da parte inferior do disco voador sai um raio luminoso de cor amarela, que acaba por atingir a Maria. Associado a este raio, podemos ver o símbolo do Espírito Santo: uma pomba luminosa. Existe também a figura de uma mulher olhando o raio, valendo-se de uma das mãos, aparentemente, para proteger seus olhos da luminosidade do mesmo.Teria o corpo físico de Jesus sido concebido através de uma projeção esperma-luz proveniente de um UFO.

Defendemos, como alguns dos maiores físicos, a hipótese de que por trás da matéria existe uma realidade energético-espiritual que, em última análise, seria a responsável por sua própria organização neste universo. A entidade espiritual que ficou conhecida como Jesus, evidentemente, já existia antes de sua manifestação há dois mil anos. Ou seja, o que foi concebido a partir do raio proveniente do UFO seria simplesmente o corpo biológico no qual a própria entidade espiritual deveria encarnar. Acreditamos que o objetivo, na época, tenha sido a geração de um corpo físico sem as limitações que os nossos ainda apresentam, para que a entidade, ao encarnar, pudesse manifestar todos os poderes inerentes à sua evolução espiritual.

Temos também uma pintura renascentista intitulada Nossa Senhora e o Menino, onde podemos ver, além de Maria e seu filho, um objeto em forma de disco no canto superior direito da ilustração. Representações como essas reforçam em muito a interpretação ufológica. No próprio texto bíblico encontramos outra referência a um nascimento invulgar: o de João Batista, que foi concebido também misteriosamente. Isabel, sua mãe, apesar da avançada idade, e do fato de ser estéril, após ser visitada pelo anjo Gabriel - o mesmo que anunciou o nascimento de Cristo à Maria - ficou grávida e teve seu filho.

O próprio João Batista era, conforme podemos ler nos evangelhos e na concepção de Jesus, uma nova encarnação de Elias que, como já vimos, havia sido levado para o céu no interior de um objeto voador. Com relação a esse tipo de inseminação, um fato curioso aconteceu na Amazônia, anos atrás, em meio a uma grande onda de aparições, onde mulheres também estavam supostamente engravidando após terem sido atingidas por raios luminosos provenientes de UFO.Um outro ponto de vital importância nos evangelhos, para uma melhor compreensão da real natureza de Jesus, é, sem dúvida, o processo de ressurreição.

Em Mateus, capítulo 28, lemos: "No fim do sábado, ao entrar o primeiro dia da semana. Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. E Eis que houve um grande terremoto, pois um anjo do Senhor desceu do céu "O enviado do Senhor, segundo São Mateus, tinha o aspecto de relâmpago e sua roupa era branca como a neve. Quando o anjo sentou-se sobre a pedra do Santo Sepulcro, os guardas tremeram de pavor, ficando estáticos,". Mas o anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: "Não temais: porque sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. EIe não está aqui ressuscitou, como havia dito".

Este relato apresenta uma série de fenômenos comuns em aparições ufológicas. Não raras vezes, em meio a contatos próximos com os UFO, foram notados pequenos tremores de terra, gerados pelos campos eletromagnéticos que parecem envolver estas naves. É muito comum também os contatados ficarem paralisados, imóveis, quando se encontram em frente às próprias naves, ou mesmo quando têm contato com as tripulações dos objetos. A própria vestimenta do anjo se enquadra perfeitamente nas descrições relacionadas a vários contatos com extraterrestres. Já segundo o Evangelho de Lucas, seriam dois anjos, e não apenas um.

Podemos verificar este fato no capítulo 24, versículos 4 a 6: "(...) apareceram-lhes dois varões com vestes resplandecentes. Estando elas possuídas de temor, baixando os olhos para o chão, eles lhes falaram: Por que buscais entre os mortos ao que vive? Ele não está aqui, pois ressuscitou".Mas na realidade, os textos bíblicos não descrevem o translado do filho de Deus para o céu, verificado supostamente após a ressurreição. Porém, existem pinturas antigas que retratam tal acontecimento.

A mais reveladora destas pode ser vista ainda hoje no Monastério de Detchani, em Kosovska Metchija, na antiga Iugoslávia. Nas paredes da igreja do Monastério podem ser vistas tanto cenas do Antigo como do Novo Testamento. Essas pinturas foram finalizadas no ano de 1350. Acreditamos que também tenham sido idealizadas a partir de ilustrações mais antigas ainda, utilizadas como base. Na pintura que representa a crucificação de Jesus, podemos ver o Messias crucificado. No céu podem ser observados dois objetos voadores, com seus respectivos pilotos. Já na representação da ressurreição, Cristo aparece dentro de um objeto não muito diferente daqueles vistos no momento de sua crucificação. Ao lado do objeto voador, existem vários anjos, cujos trajes lembram muito os utilizados por astronautas.

A ressurreição de Jesus Cristo, conservado até hoje na Academia Conciliar de Moscou. Nesta representação podemos observar o Messias no interior de um objeto muito semelhante a uma espaçonave. Há uma fumaça saindo pelos lados do aparelho que oculta os pés dos anjos que estão agrupados ao redor do objeto

Após sua ressurreição e translado ao céu, como narra o Novo Testamento, Cristo apareceu várias vezes para seus apóstolos, assim como havia sido previsto. Houve inclusive a confirmação de sua presença física a partir da desconfiança de Tomé, e foi comprovado que seus discípulos não estavam tendo visões. Como foi narrado em Atos, durante sua última aparição, Jesus foi levado ao céu no interior de uma nuvem. Em meio ao processo de ascensão, segundo narra a Bíblia, apareceram dois varões com vestes resplandecentes que informaram aos discípulos que, da mesma maneira que Cristo estava sendo elevado ao céu, retornaria ao futuro - mas o que seria esta nuvem?

Talvez a resposta para a nuvem do tópico anterior esteja numa representação em relevo feita em uma peça de marfim, que faz parte do acervo do Victoria and Albert Museum, em Londres. Nesta peça, Jesus é levado ao céu no interior de um objeto com formato de ovo, que apresenta em sua parte inferior uma descarga propulsiva. Coisa que é de se estranhar, pois supostamente representava um acontecimento ligado ao mundo divino. Na Igreja de Saint-Sernin, localizada em Toulouse, França, encontramos um relevo do século 11, que também apresenta a figura do Messias no interior de um objeto ovóide, que é uma das formas mais comuns apresentadas pelos UFO da atualidade.

O próprio Cristo pode ter declarado sua origem extraterrestre. Podemos ler no capítulo 8, versículo 23, do Evangelho de João: "vós sois cá de baixo, e eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, e eu deste mundo não sou".Além das análises feitas no Novo Testamento e de obras de arte antigas, que parecem indicar uma profunda ligação entre Cristo e o Fenômeno UFO no passado, não podemos deixar de abordar alguns casos de contato da atualidade, que reforçam esta realidade.

Esses seres demonstraram de maneira objetiva uma profunda reverência ao nome de Cristo, que foi apresentado como nosso mestre maior. Alguns de nossos mestres do passado teriam origem extraterrestre e, por desejo próprio, teriam se incorporado à evolução espiritual da Terra, tendo como único objetivo servir à Humanidade. Este tipo de informação se enquadra perfeitamente dentro de algumas das informações contidas dentro do Alcorão, a bíblia do Islamismo, passadas para Maomé pelo anjo Gabriel. Segundo foi dito, e está registrado neste livro sagrado, "no futuro [uma referência possivelmente ao nosso próprio tempo], os homens discutiriam por causa das suas várias religiões, mas no final todos voltariam a eles [Aos extraterrestres que inspiraram as próprias religiões]".

Um outro caso de extrema importância, que mostra a ligação entre o Fenômeno UFO e a figura de Cristo, são as experiências de contato mantidas desde a infância pela norte-americana Betty Andreasson.  Em um de seus contatos, revividos através de uma hipnose regressiva, a contatada foi levada para uma base subterrânea onde, além de receber o implante de uma pequena esfera, foi mostrado para ela o que passou a ser conhecido como o Museu do Tempo.

Betty pôde observar uma série de invólucros transparentes, no interior dos quais estavam várias figuras humanas, representantes das várias raças e culturas que já existiram na Terra.A contatada não foi capaz de dizer realmente se esteve diante de seres humanos, de alguma forma preservados, ou se aqueles receptáculos guardavam apenas modelos e reconstituições. Nesta mesma experiência ocorreu o encontro da contatada com o chamado Número Um. Depois de ter sido conduzida inicialmente pelos mesmos seres, ela encontrou criaturas de extrema beleza, de conformação claramente humana, que pareciam ser hierarquicamente superiores.

Depois de passar por um portal de luz, Betty ficou finalmente frente a frente com aquele ser, cuja identidade ainda é um mistério, pois mesmo através de hipnoses não foi conseguida. Por mais incrível que possa parecer, existem indicações de que esta entidade possa ser aquela que há dois mil anos foi conhecida como Jesus Cristo.

www.orion.med.br

domingo, 5 de dezembro de 2010

ESTRELA DE BELÉM

Para muitos a estrela de Belém seria Vênus
Para outros esta estrela poderia ser muito mais do que Vênus

Era muito importante que os três reis magos visitassem Jesus. Estes reis eram na realidade representantes espirituais da Terra e seres humanos com uma vasta cultura. É verdade que eles estavam levando presentes para Jesus. Todos sabem que seus presentes eram ouro, incenso e mirra.

E o local do nascimento de Jesus? Tanto Mateus como Lucas afirmam que foi em Belém, porém só em Mt 2 e Lc 2 existe essa afirmação de forma clara. Nem nas narrativas da infância, nem no resto do Novo Testamento essa afirmação volta a ser feita e mesmo em outras partes de Mateus e Lucas onde Jesus é simplesmente Jesus de Nazaré ou o Nazareno.

As piniões dos especialistas quanto ao local real do nascimento de Jesus são divergentes. Alguns defendem ser Belém e apelam para a própria Escritura, como o faz Mateus; outros defendem ser Nazaré e aceitam ser Belém apenas o "lugar teológico" do nascimento do Messias, pela tradição usada pelos primeiros cristãos.

Os presentes dos magos em Mt 2,11 - ouro, incenso e mirra - representam para o evangelista as riquezas orientais. É possível que Mateus não visse aqui nenhum simbolismo especial na escolha de cada um deles.

Is 60 - 6 -diz a propósito do esplendor de Jerusalém, glorificada por Iahweh, que recebe as riquezas vindas das nações pelas mãos de seus reis e de seus povos:

"Uma horda de camelos te inundará os camelinhos de Madiã e Efa;
 todos virão de Sabá trazendo ouro e incenso
proclamando os louvores de Iahweh"

Sl 72,10-11
"Os reis de Társis e das ilhas vão trazer-lhe ofertas.
Os reis de Sabá e Seba vão pagar-lhe tributo;
todos os reis se prostrarão diante dele,
as nações todas o servirão".

Os presentes são, assim, também lidos à luz da Escritura por Mateus, embora indiretamente. Ouro de Ofir (algum ponto no sudoeste da Arábia), incenso e a mirra do Iêmen (Sabá, na Bíblia) Somália eram muito apreciados na época bíblica. Os Evangelhos Apócrifos expandem muito a tradição sobre os magos.

O Proto-evangelho de Tiago, o mais antigo deles (ca. 150) diz em 21,1-4:Em Belém da Judéia houve uma confusão, porque vieram magos, dizendo: "Onde está o nascido rei dos Judeus? Vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo".

Ouvindo isso, Herodes se perturbou e enviou ministros aos magos; mandou também chamar os sumos sacerdotes e os interrogou, dizendo: "Como está escrito a respeito do Cristo, onde deve ele nascer?" Eles responderam: "Em Belém da Judéia, porque assim está escrito". Depois ele os dispensou. Interrogou também os magos dizendo: "Que sinal vistes a respeito do rei que nasceu?" Os magos responderam: "Vimos uma estrela grandíssima brilhando entre essas estrelas e obscurecendo-as, tanto que as estrelas não apareciam mais. Foi assim que ficamos sabendo que tinha nascido um rei em Israel e viemos adorá-lo". "Ide e procurai", disse Herodes, "e se o encontrardes, fazei-me sabê-lo, para que também eu vá adorá-lo". Em seguida, os magos partiram.

E eis, a estrela que tinham visto no Oriente precedia-os até que chegaram à gruta, e parou em cima da gruta. Os magos, vendo o menino com Maria, sua mãe, tiraram presentes de suas sacolas: ouro, incenso e mirra. Tendo sido avisados por um anjo para não entrarem na Judéia, voltaram ao seu país por outro caminho.

http://www.cubbrasil.net/

ORIGEM ALIENIGINA DE JESUS CRISTO

Está escrito na Bíblia: Jesus Cristo era um ET. Pelo menos assim interpretam as escrituras os defensores da teoria de que Jesus chegou ao nosso planeta num disco- voador, tomou a forma humana e espalhou conhecimento alienígena no Oriente Médio. As lideranças religiosas esconderiam a verdade para não destruir as religiões da Terra. Em 2003. Dom Fernando Pugliese, bispo da Igreja Católica Apostólica Brasileira, disse acreditar na origem extraterrena de Cristo. Pronto. Um religioso aceitava a tese do escritor Erich von Däniken no livro Eram os Deuses Astronautas? [Melhoramentos, 2000]: as divindades vieram do espaço

Formado em filosofia pela Universidade Gregoriana de Roma, na Itália, Dom Pugliese estuda mensagens ocultas na Bíblia. Ele tem sua própria interpretação para os ensinamentos cristãos. A estrela de Belém, que guiou os Reis Magos até a manjedoura de Jesus, seria uma nave espacial, porque se movia de forma inteligente, acompanhando a viagem dos nobres. A aparição da Virgem Maria na cidade de Fátima, em Portugal, seria uma manifestação ufológica. Jesus suava gotas de sangue por causa de características somáticas e psicossomáticas sobre o seu corpo humano.

Dom Pugliese acha que os anjos e arcanjos, assim como Cristo, têm origem alienígena. Segundo ele, as referências à vida extraterrestre estão no Antigo e no Novo Testamento, em mensagens cifradas.

A natureza extraterrena do messias pode ser comprovada por outros sinais, argumentam os adeptos da teoria. O anjo Gabriel visto por Maria seria um astronauta do alto de uma nave espacial, escondida pela intensidade do brilho das luzes. Foi um ET quem anunciou a gravidez à Virgem, invocando o nome de Deus para justificar o seu experimento médico. A concepção foi realizada, na verdade, por uma projeção de esperma através da luz emitida do óvni. Não deixa de haver ainda uma dose de misticismo, oculta nesse pretenso racionalismo científico: Jesus era "o corpo biológico de uma entidade espiritual cósmica". Todos esses argumentos são encontrados em sites e publicações ufológica. A maioria não tem dúvidas de que João Batista, o primo de Jesus, também era um alienígena, pois certas interpretações dos Evangelhos dizem que ele havia sido "levado para o céu no interior de um objeto voador".

Toda a linhagem de personagens bíblicos, do Gênesis ao Apocalipse, seriam astronautas de outras galáxias, como defende Däniken. Os anjos que revelaram a Ló a destruição de Sodoma e Gomorra ou conduziram os judeus na fuga do Egito, o carro de fogo que levou o profeta Elias para o céu, as visões de Deus do profeta Ezequiel, a arca utilizada por Noé durante o dilúvio.

Segundo seguidores da teoria extraterrestre, todas essas descrições correspondem perfeitamente a espaçonaves alienígenas. Em 1995, o padre italiano Piero Coda propôs uma questão aos seus colegas de Vaticano. Ele queria saber se a morte de Cristo na cruz também salvou as criaturas de outros planetas. Embora não tenha citado um salvador ET, Coda acabou admitindo a hipótese de que Deus poderia ter criado a vida em outros lugares do universo.

Um documento apócrifo, escrito no segundo século antes de Cristo, costuma ser apresentado como mais uma prova do messias alienígena. O livro do profeta Enoque, bisavô de Noé, relata algumas passagens inspiradoras aos simpatizantes da teoria. Entre as quais, "200 anjos desceram e tiveram relações amorosas com as filhas da Terra, que deram nascimento a gigantes". Seria um dos mais antigos registros de casos de sexo entre humanos e ETs, tema preferido da ufologia moderna.

http://www.cubbrasil.net/

terça-feira, 30 de novembro de 2010

JARDIM DO EDEN VALE DE KJÓLUR NA ISLÂNDIA

Um grupo de cientistas e arqueólogos sob a liderança do pesquisador italiano Giancarlo Gianazza estiveram na Islândia recentemente procurado por nada mais nada menos que o Santo Graal.

Segundo o pesquisador italiano, existem pistas nos poemas de Dante que indicam as coordenadas geográficas exatas da Islândia e descrevem a área do Jardim do Eden que corresponde precisamente ao vale de Kjölur na Islândia. Impressionante, principalmente quando levando em consideração que o poema foi escrito 200 anos antes da invenção do primeiro método para se medir longitude.

Outra pista estaria escondida na pintura A Última Ceia de Leonardo Da Vince, que segund Gianazza, contém o mapa de uma região das terras altas da Islândia. Da Vince teria, claro, usado Google Earth para obter uma visão aérea detalhada da área.

Evidentemente, existem outras áreas no mundo que tem formações geológicas com formato de V, mas eu suponho que se a idéia para esconder o Santo Graal era de levá-lo o mais longe possível da civilização, as terras altas da Islândia batem praticamente qualquer outra opção!

Outro argumento apresentado pela equipe que procura pela relíquia é de que textos islandeses antigos mencionam que um grupo de "oitenta homens do leste" teriam vindo à Islândia acompanhando o Snorri Sturluson, o grande escritor, poeta e político islandês no ano de 1217. O pesquisador italiano acredita que estes oitenta homens eram Cavaleiros Templários e que Snorri teria os auxiliado a encontrar um bom local para esconder seu tesouro.

As autoridades islandesas deram permissão para as escavações que aconteceram durante as últimas três semanas na região de Kjölur, entre as geleiras Langjökull e Hofsjökull. Para a surpresa de todos a equipe não encontrou o Santo Graal.

O pronunciamento oficial dos cientistas da equipe foi de que eles ainda tem certeza de que o Santo Graal está na Islândia, e que os dados e evidências que coletaram durante as escavações recentes justificam novas escavações no ano que vem

 vidanaislandia.com

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

DÉCIMO-TERCEIRO APÓSTOLO

O Santo Graal e a Linhagem Sagrada
Michael Baigent, Richard Leigh & Henry Lincoln

"Na verdade, tropeçamos com algo maior do que havíamos previsto e fomos
levados a uma conclusão chocante, controvertida e aparentemente - mas só aparentemente - insustentável"
Capa do polêmico livro de Dan Brown, intitulado "O Código Da Vinci", um best-seller do momento que relata uma grande verdade: Leonardo da Vinci usou nas suas pinturas uma espécie de codificação para transmitir à posteridade [e somente para aqueles que tivessem a necessária percepção para entender] grandes conhecimentos que foram criminosamente ocultadas da humanidade. Como alto Iniciado que foi, Da Vinci teve acesso a certas verdades "proibidas" - como por exemplo o fato de Jesus Cristo ter tido uma esposa e até mesmo ter gerado uma descendência!

Contudo, se quisermos realmente usar de justiça, é importante saber que MUITO ANTES de Dan Brown e do seu polêmico livro, precisamente há cerca de 10 anos atrás, três pesquisadores - Michael Baigent, Richard Leigh e Henry Lincoln - já tinham levantado, minuciosamente e com muito mais detalhes, todas essas evidências, publicadas em um importantíssimo trabalho intitulado "O Santo Graal e a Linhagem Sagrada". No Brasil, pela Editora Nova Fronteira. Leitura recomendada!. Portanto, TUDO aquilo que hoje se sabe deve-se a eles.
A controvérsia  começa com a notável obra de Leonardo da Vinci,
retratando a Última Ceia de Jesus com os seus Apóstolos.
Nessa pintura, "A Última Ceia" - aqui vista sem a restauração - Leonardo da Vinci colocou ao lado de Jesus na Santa Ceia a imagem de um  "apóstolo", que na verdade era a imagem de UMA MULHER! Porém, "oficialmente", este seria o Apóstolo Paulo.
A ESPOSA DE JESUS é o Décimo-Terceiro dos Apóstolos
 cuja presença foi suprimida, era na verdade MARIA MADALENA
Aqui, uma ampliação do espantoso detalhe, mostrando plenamente o belo rosto de Maria Madalena, simbolicamente sentada à direita de Cristo - o que, de acordo com os costumes da época, significava um lugar muito especial, reservado somente para as pessoas muito especiais e muito queridas!
Além disso e verdadeiramente, o misterioso Leonardo da Vinci
guardava consigo um outro enorme segredo:
Na Biblioteca Nacional da França foi encontrado um antiqüíssimo documento intitulado "Les Dossiers Secrets", ou "Os Arquivos Secretos", no qual era relatada a existência de uma misteriosa Sociedade Secreta, ou Irmandade, denominada "O PRIORATO DO SIÃO" - cujo símbolo se vê acima.
Na imagem acima (FOTO: abc), uma parte dos "Les Dossiers Secrets",
contendo informações muito importantes, pois.....
..... Com filiação autenticamente ROSACRUZ, lá estavam dispostos os nomes de todos os Grão-mestres dessa Sociedade, descritos pelo título de "Nautonniers", ou "Timoneiros", a saber: Ugo de Payens 1119-1136; Robert de Craon 1136-1147; Evrard de Barres 1147-1150; Ugo de Blancheford 1150-1151; Bernard de Tremblay 1151-1153; Guillaume de Chanaleilles 1153-1154; Evrard de N... 1154-1154; André de Montbard 1155-1156; Bertand de Blancheford 1156-1169; Philippe de Milly 1169-1170; Eudes de Saint-Amand 1170-1180; Arnaud de Toroge 1181-1184; Guillame de Gisors 1184-1188; Jean de Gisors 1188-1220; Marie de Saint-Clair 1220-1266; Guillaume de Gisors 1266-1307; Edouard de Bar 1307-1336; Joanne de Bar 1336-1351; Jean de Saint-Clair 1351-1366; Blanche d'Evreux 1366-1398; Nicholas Flamel 1330-1418; René d'Anjou 1418-1480; Iolande de Bar 1480-1483; Sandro Filipepi - Botticelli 1483-1510; LEONARDO DA VINCI 1510-1519; Connétable de Bourbon 1519-1527; Ferdinand de Gonzague 1527-1575; Louis de Nevers 1575-1595; Robert Fludd 1595-1637; J. Valentin Andrea 1637-1657; Robert Boyle 1654-1691; Isaac Newton 1691-1727; Charles Radclyffe 1727-1746; Charles de Lorraine 1746-1780; Maximiliam de Lorraine 1780-1801; Charles Nodier 1801-1844; Victor Hugo 1844-1885; Claude Debussy 1885-1918; Jean Cocteau 1918 - 1963; Pierre Plantard de Saint-Clair 1981..... ?.

Leonardo da Vinci teve seu nome incluído na relação dos Grandes Mestres, ou Timoneiros, dessa Irmandade durante o período de 1510 a 1519, o que se torna, pois, bastante significativo. Muita atenção no sobrenome que grifamos, SAINT-CLAIR.
Esses registros muito antigos revelavam que Maria Madalena, a ESPOSA DE JESUS, logo após o episódio da crucificação e por razões de segurança, abandonou Jerusalém a bordo de um pequeno barco, levando consigo a pequena SARA, a FILHA DELA COM JESUS, LÁZARO, o mesmo que havia sido ressuscitado por Jesus, a acompanhava nessa viagem juntamente com Marta.
Dizem os registros secretos que o pequeno barco com Maria Madalena, Sara, Lázaro e Marta, finalmente aportou em uma região francesa que hoje em dia se chama, não sem uma certa razão, SAINT MARIES DE LA MER, onde lá puderam encontrar abrigo e proteção em uma comunidade judaica!
E é lá justamente que até hoje está situada a Igreja de SANTA SARA
(foto), erguida em homenagem à menina, FILHA DE JESUS.
Trata-se da misteriosa Saint Maries de La Mer, localidade esta que desde tempos imemoriais até hoje reverencia SANTA SARA, uma mulher DE PELE MORENA, ou por vezes mais escura - em outras palavras, SARA, A FILHA DE JESUS que ali viveu e fora criada por sua mãe MARIA MADALENA!
Apesar de tudo isso, os grandes Iniciados, muitos deles através da sua arte assim como o Mestre Da Vinci, transmitiam certas verdades que sobejamente conheciam porém jamais poderiam revelar. Na pintura cima, de Vivarini, Maria Madalena é retratada tendo nos braços SARA, a sua filha com Jesus.
Madalena, uma mulher mística, dotada de rara beleza, ainda hoje santificada e também reverenciada por muitas religiões que logicamente SABEM toda a verdade. Aliás, os antigos documentos dizem que ela peregrinava e também pregava aos povos os Ensinamentos de Cristo, assim como também o faziam todos os apóstolos. Repare bem nos seus adereços, vistos nesse vitral, e tire as suas próprias conclusões.
Bela, misteriosa e sempre retratada pelos mestres da pintura como ostentando algum atributo materno! Nessa obra de Richard Stodart, a vemos segurando um ovo - símbolo místico da MATERNIDADE.
As mais antigas Tradições dizem que Maria Madalena foi a última guardiã do SANTO GRAAL, o Cálice Sagrado que Jesus Cristo usou na última Ceia e com o qual José de Arimatéia teria recolhido o Seu Divino Sangue durante a crucificação. A partir desse ponto iremos encontrar mais um outro enorme e muito significativo mistério......

 dominiosfantasticos.com.br