domingo, 5 de dezembro de 2010

ESTRELA DE BELÉM

Para muitos a estrela de Belém seria Vênus
Para outros esta estrela poderia ser muito mais do que Vênus

Era muito importante que os três reis magos visitassem Jesus. Estes reis eram na realidade representantes espirituais da Terra e seres humanos com uma vasta cultura. É verdade que eles estavam levando presentes para Jesus. Todos sabem que seus presentes eram ouro, incenso e mirra.

E o local do nascimento de Jesus? Tanto Mateus como Lucas afirmam que foi em Belém, porém só em Mt 2 e Lc 2 existe essa afirmação de forma clara. Nem nas narrativas da infância, nem no resto do Novo Testamento essa afirmação volta a ser feita e mesmo em outras partes de Mateus e Lucas onde Jesus é simplesmente Jesus de Nazaré ou o Nazareno.

As piniões dos especialistas quanto ao local real do nascimento de Jesus são divergentes. Alguns defendem ser Belém e apelam para a própria Escritura, como o faz Mateus; outros defendem ser Nazaré e aceitam ser Belém apenas o "lugar teológico" do nascimento do Messias, pela tradição usada pelos primeiros cristãos.

Os presentes dos magos em Mt 2,11 - ouro, incenso e mirra - representam para o evangelista as riquezas orientais. É possível que Mateus não visse aqui nenhum simbolismo especial na escolha de cada um deles.

Is 60 - 6 -diz a propósito do esplendor de Jerusalém, glorificada por Iahweh, que recebe as riquezas vindas das nações pelas mãos de seus reis e de seus povos:

"Uma horda de camelos te inundará os camelinhos de Madiã e Efa;
 todos virão de Sabá trazendo ouro e incenso
proclamando os louvores de Iahweh"

Sl 72,10-11
"Os reis de Társis e das ilhas vão trazer-lhe ofertas.
Os reis de Sabá e Seba vão pagar-lhe tributo;
todos os reis se prostrarão diante dele,
as nações todas o servirão".

Os presentes são, assim, também lidos à luz da Escritura por Mateus, embora indiretamente. Ouro de Ofir (algum ponto no sudoeste da Arábia), incenso e a mirra do Iêmen (Sabá, na Bíblia) Somália eram muito apreciados na época bíblica. Os Evangelhos Apócrifos expandem muito a tradição sobre os magos.

O Proto-evangelho de Tiago, o mais antigo deles (ca. 150) diz em 21,1-4:Em Belém da Judéia houve uma confusão, porque vieram magos, dizendo: "Onde está o nascido rei dos Judeus? Vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo".

Ouvindo isso, Herodes se perturbou e enviou ministros aos magos; mandou também chamar os sumos sacerdotes e os interrogou, dizendo: "Como está escrito a respeito do Cristo, onde deve ele nascer?" Eles responderam: "Em Belém da Judéia, porque assim está escrito". Depois ele os dispensou. Interrogou também os magos dizendo: "Que sinal vistes a respeito do rei que nasceu?" Os magos responderam: "Vimos uma estrela grandíssima brilhando entre essas estrelas e obscurecendo-as, tanto que as estrelas não apareciam mais. Foi assim que ficamos sabendo que tinha nascido um rei em Israel e viemos adorá-lo". "Ide e procurai", disse Herodes, "e se o encontrardes, fazei-me sabê-lo, para que também eu vá adorá-lo". Em seguida, os magos partiram.

E eis, a estrela que tinham visto no Oriente precedia-os até que chegaram à gruta, e parou em cima da gruta. Os magos, vendo o menino com Maria, sua mãe, tiraram presentes de suas sacolas: ouro, incenso e mirra. Tendo sido avisados por um anjo para não entrarem na Judéia, voltaram ao seu país por outro caminho.

http://www.cubbrasil.net/

Nenhum comentário:

Postar um comentário